As partituras neste blog podem ser reproduzidas e utilizadas para a execução musical livremente desde que sem fins lucrativos. Recomendo apenas que se divulgue de onde foram retiradas para que mais pessoas possam ter acesso a todo o material disponível.

Curta nossa página no facebook :

http://www.facebook.com/inspiradonogregoriano

Siga-nos no twitter:
http://twitter.com/insp_gregoriano

Se inscreva no canal do youtube

Se preferir siga nossa coleção no google + para visualizar as partituras. Ou nosso perfil no google + para seguir os vídeos publicados via youtube.

Os links para download de pdfs que estão em algumas postagens são da página associada:
https://sites.google.com/site/inspiradonogregoriano/ quem preferir pode acessá-la diretamente na seção download e baixar por lá os pdfs, também há nela feed mostrando as últimas postagens do blog.



sábado, 18 de agosto de 2012

Hino "Alma de Cristo" melodia romana - eucarístico - pode ser cantado durante comunhão ou logo após como ação de graças

HINO EUCARÍSTICO - PODE SER USADO DURANTE A COMUNHÃO ou logo após, como ação de graças.

Hino "Alma de Cristo". A melodia é inspirada no hino gregoriano "Anima Christi" / melodia romana, que é o mesmo hino só que em latim. Este hino é uma oração antiga medieval (data pelo menos do século XIV, data dos manuscritos mais antigos encontrados) que muitos atribuem erroneamente a Santo Inácio de Loyola porque ele a apreciava bastante e divulgou-a em seus exercícios espirituais. Mais recentemente (séculos XIX e XX) foi musicada em várias versões de canto neogregoriano. Como a instrução geral do missal permite na entrada, ofertório e comunhão outros cantos além das antífonas próprias de cada missa contidas no graduale (cantos que sejam adequados liturgicamente com letra adequada e se possível de fontes litúrgicas/eclesiásticas - ofício e outros ritos - ou cantos aprovados pelas conferências episcopais) então este hino pode ser muito bem utilizado na comunhão ou como ação de graças (neste caso, segundo a IGMR o canto que acompanha a comunhão deve terminar a tempo e não prolongar-se).



Nenhum comentário:

Postar um comentário